segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Para meu filho...





Querido filho, você nem nasceu ainda e é bem provável que eu nem vá a ser seu pai biológico, mas desde já quero que saiba que se você veio parar ao meu lado é porque os laços de afeto falaram mais alto que os de sangue. Escuta teu pai, o mundo la fora é cruel e não se importa se você tem um coração grande ou se você teve dias difíceis. Não vão querer saber pra onde você vai, mas vão querer o melhor de você enquanto você estiver indo e isso dói, porque no fundo poucos serão os que se importarão com você de verdade. Mas filho, escuta, por mais complicado que tudo esteja você sempre vai poder contar com teu pai, esse agora moleque que ainda não sabe pra onde vai, nem quem você é, mas que te ama desde já.