segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Season finale


Para ouvir lendo...

Enumerando brevemente meu 2014: fiquei desempregado, consegui outro emprego, passei por momentos delicados em casa com a saúde de uma pessoa querida, fui assaltado a ponto de só ficar com as chaves de casa, terminei um relacionamento e senti mais do que nunca vontade de deixar São Paulo sem olhar para trás. 
No começo do ano, em pleno desemprego, calei essa vontade de me mudar porque afinal, tinha o Taurino comigo. Agora, no final do ano, não o tenho mais e minha vida profissional tem me empurrado cada vez mais pra outros locais. Locais que me pego imaginando como seria morar ali, fazer parte do dia-a-dia, imagino a rotina, o acordar num sábado pela manhã ou passear pelas ruas no domingo a tarde.

Lição 1: deseje tudo de coração, a vida trará isso de encontro a você! 

Ontem, enquanto São Paulo era destruída pela chuva, eu fui a uma festa de música brasileira. Deveria ter ficado em casa. Encontrei o Taurino. Enquanto sóbrio, toda a conversa de 'vamos nos preservar, fazer a noite leve e agradável pra ambos' funcionou. Após umas latinhas da parte dele, o que presenciei foi digno de um adolescente descobrindo a própria sexualidade. 

Lição 2: idade é um número. Maturidade, uma escolha que nem sempre os outros podem fazer e cabe a você tê-la por dois, mesmo quando o outro está beirando os trinta. 

Hoje eu não consegui dormir após a festa, era muita coisa pra assimilar, então tomei um banho, coloquei um jeans e uma camisa e fui ao escritório, mesmo estando de férias até dia 05/01. Eu estava virado, desanimado e levemente aéreo depois da noite exaustiva, mas mesmo assim precisava ocupar a cabeça. Meu chefe estranhou minha presença e meu desânimo e com um tato sem igual soltou (mesmo sem saber o que eu tinha): "Relaxa, Alan... O ano está acabando e dias melhores virão". Eu sorri e vim embora para casa. 

Lição 3: as vezes, um conforto vem de onde você menos imagina.

Eu vim para casa de peito apertado, para descobrir que metade dos meus amigos já haviam me procurado em casa. Como recentemente fui assaltado, ainda estou sem celular e meus pais estavam dormindo quando cheguei e sai, logo, ninguém me viu. Como sai da festa mais cedo que o normal e ao ligarem em casa foram informados que eu ainda não havia chego, meus amigos estavam em um desespero que foram necessárias algumas ligações para acalmá-los de que apesar dos pesares estou inteiro e de pé. 

Lição 4: a vida coloca verdadeiros anjos do seu lado, pra te ajudar até quando você acredita que não precisa. 

E contrariando toda e qualquer promessa que eu tenha me feito, toda raiva e toda vontade de deixar 2014 para trás, quando minha mãe me deu um abraço de boa tarde eu pude chorar por tudo o que estava guardado sem chorar nos últimos meses. 

Lição 5: porque o amor da minha vida é casada com meu pai...

Ainda não consigo concluir se este ano foi positivo ou não. A verdade é que odeio anos pares, ano que vem já tem minha simpatia pelo simples fato de ser ímpar. Então, aos leitores desse espaço, toda energia positiva do mundo nesse ano que se iniciará, muita luz, saúde, discernimento e maturidade. Vejo vocês em dias melhores! 




4 comentários:

  1. Alanzito,

    As vezes tudo o que a gente precisa é de um abraço! Tem períodos que não são fáceis, muito pelo contrário, mas é importante saber reconhecer esses pequenos sinais que a vida nos dá, sua Mama, seus amigos, por pior que tenha sido a noite, olha quanta gente bacana preocupada contigo... Isso deve ser sinal de algo importante.

    Mais uma vez, que você possa fazer de 2015 um ano muito bom... e quem sabe não tomamos um café no ano que vem... ;-)

    Abração.

    ResponderExcluir
  2. Gostei das tuas lições de vida.. revi-me nelas.

    Bom inicio de 2015! Abraçãoooooooo :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Alan! Feliz Ano Novo! Foi um ano que, com certeza, você teve muitos aprendizados e maturidade e, acho, que isso já valeu a pena, não? Rs. Dificuldades temos de monte, mas o que realmente importa, no final, é o abraço de mãe... Rs

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Achei muito legal como de cada coisa tirou uma lição. As vezes é assim que devemos encarar algumas coisas, como para nos ensinar algo.
    Espero que mais boas lições venham nesse ano, que é impar (mas pode ser que anos pares sejam ruins pq vc já espera que sejam, pense nisso rs)

    ResponderExcluir